O que é masturbação



Masturbação ainda é tema controverso, ainda que seja natural no ser humano, então vamos entender um pouco.

Masturbação
Masturbação é uma atividade que implica o estimular de zonas erógenas para obter prazer  sexual que, dependendo de características individuais, podem ser qualquer parte do corpo e não só os órgãos genitais.
A masturbação tanto pode ser um acto individual íntimo como pode envolver terceiros, em que a interacção entre indivíduos, pode ser heterossexual, bissexual ou  homossexual.
É mais vulgar que, no homem, seja estimulado o pénis e, na mulher, o clítoris (clitóride ou clitóris ou clit) e/ou os seios ao ponto de se atingir o orgasmo, por meios que não sejam através do coito, portanto à mão ou por meios mecânicos com geringonças (tais como vibradores e colares de bolas, simuladores de órgãos genitais masculinos e femininos, de plástico ou outro material, estáticos ou vibratórios, etc) à venda em lojas especializadas, ou ainda por sexo virtual por computador, com o uso de emuladores de órgãos genitais, muito sofisticados.

HUMOR: O Joãozinho foi visitar uma quinta de recolha de leite de vaca, por máquina, e teve uma ideia brilhante. Apanhando-se sozinho foi buscar uma máquina, enfiou um dos extractores no pirilau, carregou no botão que dizia «Ligar» e deleitou-se com o resultado até que chegou ao fim desejado. Aqui, carregou no mesmo botão e ... nada, a máquina continuou a sugar. Procurou, procurou e não encontrou qualquer outro botão para a desligar até que a sua atenção foi chamada para um pequeno letreiro que dizia: «Pára automaticamente aos 15 litros».
A masturbação é muito vulgar na adolescência e na puberdade. Na realidade, quase todos os indivíduos, crianças ou adultas, do sexo masculino ou feminino, a praticam  pelo menos ocasionalmente, sendo fisicamente considerado normal e não pernicioso se não abusado, isto é, se no mínimo não provocar olheiras, cansaço geral ou dores nos órgãos estimulados.
A masturbação também é chamada auto-excitação, ipsação ou onanismo. Este último termo (derivado deOnan, personagem bíblica) é igualmente usado para definir qualquer forma de coito interrompido voluntariamente na esperança de se evitar uma fecundação.
Um lado bom da masturbação é que ajuda uma virgem que se excitou, a não perder  a sua  virgindade (desde que não introduza unhas, dedos ou objectos que possam danificar o hímen) e pode ajudar  os jovens a prepararem-se para a vida sexual e a conhecerem melhor a sua sexualidade.

É um substituto para o coito quando este está,  por  motivo físico ou moral, inacessível, e há quem prefira a masturbação a uma relação íntima com um parceiro.
Por vezes, nos adultos, a masturbação torna-se uma compulsão exibicionista e um «atentado ao pudor»  de terceiros, ou seja, há masturbação ostensiva  frente a terceiros, muitas das vezes crianças.




Postar um comentário

Regras dos comentários:
-Todos os comentários serão moderados
- Não xingue, não ofenda
- Pode deixar seu endereço de site ou blog, mas não o link do mesmo, obrigado.