O CONSUMO DE LEGUMES AJUDAR A REDUZIR O RISCO DE INFARTO - ATAQUE DO CORAÇÃO



Incluir legumes na dieta, ou seja quatro porções de 100 gramas por semana, pode reduzir em até 14% o risco de ter um ataque cardíaco ou angina , de acordo com as conclusões de um estudo publicado pela American Journal of Clinical Nutrition . Além disso, outro trabalho realizado pela Universidade de Toronto e publicado no Canadian Medical Association Journal diz que o consumo desses alimentos reduz significativamente os níveis de colesterol LDL (o mau ) e, consequentemente, o risco cardiovascular.

Na pesquisa, que foi baseada na análise de 27 estudos realizados em países da América do Norte, Europa e Ásia, com a participação de mais de meio milhão de pessoas, se comprovou também que o consumo de frutas secas - Quatro porções de 28 gramas por semana  foi associada com um risco 24% menos de risco de morrer de cardiopatía isquémica , 22% menos do risco de doença cardíaca e 13% menos risco de desenvolver diabetes .

O trabalho da Universidade de Toronto, que avaliou dados de 26 estudos que examinaram o impacto de uma dieta rica em vegetais, revelou que os níveis de colesterol LDL são significativamente reduzidos em pessoas que comem legumes, uma vez por dia (uma porção 130 gramas), durante seis semanas, em média.

Observou-se que a redução do colesterol foi maior nos estudos que incluíram mais homens, e os pesquisadores contataram que, isto é porque os homens respondem melhor a este tipo de dieta, porque normalmente o seu nível de colesterol é maior e são mais propensos a ter uma dieta menos saudável do que as mulheres.

Especialistas recomendam tomar duas a quatro porções de legumes e vegetais crus por semana, cerca de 70 gramas de vegetais, por causa de seu alto teor de proteína vegetal, carboidratos,  fibras , minerais, cálcio, ferro e magnésio e vitaminas grupo B, e seu baixo teor de gordura.


Postar um comentário

Regras dos comentários:
-Todos os comentários serão moderados
- Não xingue, não ofenda
- Pode deixar seu endereço de site ou blog, mas não o link do mesmo, obrigado.